Tel. +55 (11) 2676 9600 | vendas@turck.com

Transdutor de Temperatura Montado em trilho DIN

A refinaria de petróleo BP Lingen modernizou a medição de temperatura com o transdutor de temperatura Turck IM34 para montagem de trilho DIN

Quando se trata de refinar de petróleo, a temperatura está entre os parâmetros mais importantes do processo. Por isso, as maiores exigências são feitas sobre a medição da temperatura, a fim de operar as refinarias de forma mais eficiente. Na refinaria da BP em Lingen, os especialistas EMSR estão contando com o transdutor universal de temperatura Turck IM34 como parte dos esforços para modernização da planta.

  • Transdutores de temperatura universal IM34 da Turck garantem medição e processamento de dados

  • Bem organizados: os compactos transdutores de temperatura IM34 são rápidos para montar e conectar

  • A refinaria de petróleo da BP Lingen Emsland

O trilho DIN substitui a tecnologia 19-inch

A temperatura é um dos parâmetros mais importantes do processo de refinação do petróleo bruto. A substituição dos transdutores de temperatura instalados na década de 1980 tem sido trabalhada na refinaria da BP em Lingen, Alemanha. Em contraste com os transdutores 19-inch utilizados na sala de controle, a BP Lingen está atualizando para dispositivos de interface mais modernos para montagem de trilho DIN. "A tecnologia 19-inch está desaparecendo de nossas plantas cada vez mais porque, no nosso caso, uma solução trilho DIN é simplesmente mais rentável e o tempo de montagem consideravelmente menor", diz Holger Nitschke. "Quando necessário, posso substituir dispositivos de diferentes fabricantes sem qualquer problema; simplesmente removo o antigo dispositivo do trilho e coloco o novo, adicionando a tensão de alimentação, o sinal de entrada, o de saída e pronto".

Mesmo com muitos produtos para escolher, os especialistas da BP intencionalmente selecionaram o transdutor de temperatura IM34 da Turck ao substituir a tecnologia 19-inch: "Naquele tempo, olhamos para os produtos dos principais fornecedores e, posteriormente, decidimos escolher a Turck" explica Nitschke. "Além de uma relação custo/benefício excelente, o design compacto e a montagem simples eram importantes para nós, porque o espaço na sala de controle está se tornando cada vez mais caro".

Modernizar a tecnologia de medição de temperatura não significa necessariamente uma instalação completamente nova, como mostra o exemplo da refinaria Lingen. Com a tecnologia certa, os requisitos de hoje podem ser atendidos mediante a simples substituição do transdutor de temperatura. "No passado, realizamos muitas medições de temperatura através de termopares tipo K. É por isso que mesmo nas plantas mais antigas, existe um elevado número de cabos de níquel e cromo entre as salas de controle e a planta. Toda a fiação existente na planta, incluindo os sensores, podem continuar a serem utilizados", explica Nitschke.

IM34 processa vários sinais de entrada

Além de termopares, sensores de temperatura Pt100, baseados na variação de resistência na platina sob a influência da temperatura, estão sendo cada vez mais utilizados na automação de processos. Como um termômetro de resistência para a faixa de temperatura de -200 a 500°C, o Pt100 é mais preciso do que um termopar. Em contraste, o termopar é adequado para maiores faixas de temperatura. Independentemente do tipo de medição utilizado, como um transdutor de temperatura universal, a IM34 processa sinais de entrada a partir de resistências Ni100/Pt100, bem como termopares ou sinais de milivolts. O dispositivo combina essa capacidade universal com a alta funcionalidade e livre parametrização dos dados, que também podem ser feitos através de uma interface simples para programação via PC. O DTM (Device Type Manager) para o IM34 foi desenvolvido de acordo com as diretrizes atuais do grupo FDT.

Select Country

Turck worldwide