Tel. +55 (11) 2676 9600 | vendas@turck.com

RFID identifica cubículos de média tensão

A SGC, SwitchGear Company, especialista belga em comutação de média tensão, identifica seus cubículos de média tensão da unidade principal do anel RMU usando 34 antenas de leitura e escrita UHF da Turck

Quanto maior o número de variantes de um produto, mais difícil é gerenciar a complexidade de fabricação resultante. Este também foi o caso dos fabricantes de conjuntos de distribuição SwitchGear Company. A empresa usa um sistema RFID UHF da Turck para rastrear a produção de sua série DR-6 com suas muitas variantes. Isso aumenta a eficiência e a flexibilidade da produção, com 100% de garantia de qualidade. Por exemplo, os dados corretos são carregados automaticamente nas instalações de teste, o que reduz consideravelmente quaisquer possíveis erros manuais. A Turck Multiprox também programou o controle do sistema RFID nos gateways BL20 usando a Codesys.

  • Durante todo o processo de produção, o tag é mantido na parte inferior do cubículo de média tensão/RMU.

  • Uma antena de leitura e escrita também registra os produtos quando eles entram e saem do armazém interno.

  • A instalação leva os parâmetros de teste apropriados para o produto real do sistema ERP.

  • O gateway BL20 interage com as antenas de leitura e escrita, controla e comunica com o sistema ERP.

  • Sophie Vandoorne e Patrick De Clercq.

Há poucos anos, a fabricante belga SwitchGear Company (SGC) concentrava sua produção cubículos modulares de média tensão DF-2. Uma chama de arco pode ocorrer se houver um problema, como uma corrente de fuga. Isso poderia levar a uma explosão em um dos módulos, caso em que apenas este módulo deve ser substituído. Como a vida útil de um conjunto de quadro normalmente é de mais de 30 anos, essa solução é geralmente a mais econômica.

No entanto, o mercado exigiu versões mais acessíveis que não comprometem em termos de segurança. A SGC consequentemente desenvolveu sua série de produtos DR-/DT-6. Essas unidades compactas combinam as diferentes funções dos cubículos de média tensão em um painel e são chamadas de unidades principais de anel (ring main units, ou RMU). A SGC inicialmente produziu a RMU em grande parte na produção de peças, porém, uma linha de produção automatizada foi necessária à medida que a demanda aumentou. Operações manuais tiveram que ser minimizadas para produzir economicamente a RMU.

Grande variação de produto requer produção inteligente

As RMUs são oferecidas em um grande número de variantes de produtos. Com a produção manual, essa grande variedade exigia o grau máximo de cuidado na documentação de produção, particularmente os testes pelos quais as RMUs precisam passar durante e após a produção.

Para garantir uma produção eficiente e, acima de tudo, livre de erros, apesar do alto nível de complexidade, a SGC decidiu usar um sistema RFID. Isso é necessário para identificar cada RMU a qualquer momento na produção com um código de identificação único. Assim, todos os dados relevantes do sistema ERP estão vinculados a esse código de identificação e estão disponíveis no ambiente de produção.

Grande alcance através do sistema UHF

O alcance de leitura e escrita de até 70 centímetros da tecnologia HF não era suficiente. A decisão foi usar um sistema UHF com um alcance maior. 

Com o gateway BL20 programável, a Turck é capaz de oferecer uma solução que assume as tarefas de controle e pode, portanto, operar independentemente dos sistemas de nível superior. O sistema se comunica com o sistema ERP do SGC via TCP/IP. A SGC minimizou o risco de uma leitura dupla, permitindo apenas que a interface BL20-RFID leia uma antena de leitura e escrita.

“Os maiores benefícios do sistema RFID são a maior flexibilidade, o aumento da segurança, a rastreabilidade permanente de cada etapa de produção, bem como a operação manual mínima exigida”, explica Sophie Vandoorne.

Select Country

Turck worldwide