Tel. +55 (11) 2676 9600 | vendas@turck.com

Controle de Testes Eficiente

Bayer CropScience testa novos componentes ativos com suporte RFID da Turck

Cientistas da Bayer CropScience AG testam a aplicabilidade de novos componentes ativos como pesticidas agrícolas, pulverizando eles sobre plantas em um sistema automatizado. O sistema de RFID, BL ident, da Turck, garante a transparência e a identificação clara de cada planta. 

  • Em três unidades de observação, as plantas são pulverizadas com a substância para análise de efeito.

  • Quando os vasos deixam a unidade de pulverização, os dados relevantes são escritos na etiqueta de RFID.

  • Depois que as plantas passaram pelo programa atual, os dados podem ser lidos no visor.

  • O gateway BL20 é programável com o CodeSys e realiza comunicação RFID.

Em seus laboratórios de pesquisa em Monheim, Alemanha, cientistas da Bayer CropScience estão continuamente à procura de novos componentes ativos, com a ajuda de máquinas novas e modernas.
Um dos primeiros passos neste processo é chamado de rastreio primário. Durante este processo, as substâncias recentemente desenvolvidas são testadas quanto à sua eficácia, aplicando-as sobre as plantas automaticamente.

Rastreio primário totalmente automático

Bayer CropScience desenvolveu uma linha de pulverização totalmente automática para o processo de rastreio primário, que gerencia mais de 25.000 operações de pulverização a cada ano. Durante cada ciclo de aplicação, três conjuntos de plantas são pulverizadas simultaneamente com três componentes de teste diferentes. Os conjuntos de plantas contêm as plantas hospedeiras para oito doenças de plantas.

O fator mais importante durante este processo é a identificação clara dos conjuntos de plantas e a correlação com as substâncias aplicadas a elas. Originalmente, foram utilizados códigos de barras, com etiquetas, mas as máquinas foram recentemente atualizadas com a tecnologia RFID, sem contato.

Durante a busca da solução ideal de RFID, a equipe técnica de projeto considerou vários sistemas e fornecedores diferentes. No final, a decisão foi tomada em favor do sistema de RFID BL ident, da Turck.

Fácil manuseio com CodeSys

Para Volker Bachmann, especialista em controles no departamento de Robótica na Tectrion, o BL ident tem outra vantagem imbatível: "O sistema de RFID da Turck pode ser programável com CodeSys e, portanto, tem a flexibilidade de assumir ações complexas de controles, assim, aliviando o computador que controla os procedimentos de testes".

Durante a mudança para RFID, os técnicos da Tetricon tiveram que equipar cerca de 1.000 vasos de plantas com uma etiqueta por vaso, colado no centro do pote. Cada tag tem um espaço de memória de 128 bytes e contém todas as informações sobre a planta específica.

A antena RFID de leitura e escrita Q80 da Turck realiza leituras e escritas de dados, após a saída dos vasos de plantas das unidades de pulverização. A outra antena de leitura/escrita está localizada na saída da máquina. Se a máquina falhar ou por algum motivo seja preciso identificar algum pote, os funcionários da Bayer podem fazer isto através de uma estação portátil de RFID. As antenas de leitura/escrita enviam sinais para o processador BL20 (este é um sistema de controle e I/O modular BL20). Desta forma, os dados recolhidos nas etiquetas podem ser transferidos para um computador principal, através da comunicação do processador BL20 com uma rede de comunicação Modbus TCP. 

Select Country

Turck worldwide