Tel. +55 (11) 2676 9600 | sales-brazil@turck.com

I/O Remoto IP67 em Produção de Carvão

Engenheiros chineses confiaram sua nova unidade de produção de carvão ao robusto sistema de I/O Remoto da Turck, o BL67

A fim de garantir um sistema de transporte funcionando de forma confiável e constante, apesar do ambiente hostil, os engenheiros da planta decidiram implementar os dispositivos periféricos através de um sistema de I/O remoto comunicando em uma rede industrial. A bem estabelecida linha BL67 da Turck foi a escolhida.
  • Engenheiros confiaram no uso da solução I/O Remoto BL67 na nova unidade de produção de carvão.

No Outono de 2006, o Instituto de Consultoria e Engenharia Shandong Electric Power (SDEPCI) começou a expandir a capacidade da planta de Yongchuan com mais duas unidades de 135 MW para o processamento de carvão de baixa qualidade. A planta possui um extenso sistema de correias transportadoras para transportar o carvão do estoque para as usinas que precedem os fornos de queima. Por esse motivo, os engenheiros da planta foram muito exigentes na decisão de quais soluções de automação seriam utilizadas neste projeto. Em um ambiente extremamente hostil, inúmeros sensores e atuadores se espalham por toda a área da planta, aplicados em muita poeira, umidade, vibrações, ruídos ou interferências eletromagnéticas.

Uma arquitetura de automação convencional não teria atendido essas exigências, razão pela qual os engenheiros escolheram um moderno sistema de I/O Remoto de campo, para a transmissão de sinais entre o PLC e os sensores/atuadores. Um sistema de I/O Remoto de campo adequado – com um design modular e proteção IP67 – não só garante a comunicação sem interferência entre todos os dispositivos envolvidos, mas também fornece um alto grau de integridade de dados, proteção contra vibração e ampla funcionalidade de diagnósticos de sensores, atuadores.

Desafiando a poeira e vibração

Após analisar sistemas de I/O Remoto de diversos fornecedores, os Engenheiros da planta Shandong Luneng Engineering Co. LTDA. – encarregados pela engenharia e comissionamento das soluções de automação – escolheram a linha BL67 da TURCK. A fim de garantir uma operação confiável mesmo em um ambiente com muita poeira, umidade e vibração, os engenheiros decidiram não abandonar a proteção IP67 - Apesar de cada estação de I/O Remoto ter sido instalada em um painel elétrico. O sistema de I/O remoto da Turck convenceu os engenheiros com outra característica importante: a TROCA A QUENTE ou HOT SWAP. Com ela os cartões de I/O podem ser trocados com o sistema em pleno funcionamento. Dessa forma, o BL67 permite que operadores substituam cartões danificados e evita custosos tempos de planta parada. A proteção contra curto-circuito e outros diagnósticos do BL67 fornecem um rápido status fazendo com que o sistema tenha uma maior disponibilidade. Graças ao seu design modular, o sistema BL67 pode ser facilmente ampliado com a adição de diversos cartões (digitais, analógicos, temperatura, RFID, etc...)

As estações de I/O Remoto BL67 através dos sinais analógicos e digitais, coletam o status do sistema de transporte - taxa de alimentação, offset, distensão, rachaduras ou nível. Essas estações estão conectadas via DeviceNet a um PLC Control Logix 5560 da Allen Bradley em duas redes, uma de 900 metros e a outra com 400 metros. Após avaliar os dados obtidos, o PLC apresenta o status da planta para o sistema de informação de gestão (MIS). O sistema BL67 da Turck convenceu o engenheiro de planejamento Xiangyang Bai que, em última análise, assegurou o uso do sistema BL67 em cooperações futuras com a Shandong LuNeng Engineering: "BL67 é uma solução muito boa de rede de campo e já estamos planejando utilizar em projetos futuros", diz Bai.

Select Country

Turck worldwide